Peso aprox.: 2000 g (tamanho1) / 2100 g (tamanho 2)
    Atende: ABNT NBR 15.835/2010 E A NBR 15.835/2010 E POSSUI Certificação INMETRO em atendimento a NR6
    O cinto Torino possui CA No 34.331. Apenas os cinturões possuem CA e no documento emitido pelo MTE pode ser vista a relação de Trava quedas e Talabartes que podem ser utilizados juntamente com o cinturão. Essa determinação foi encaminhada pelo MTE quando da publicação da alteração de NR6 em 2011através da Portaria No 292, quando definiu-se que: Item I – EPI PARA PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS COM DIFERENCIA DE NÍVEL 1,1 CINTURÃO DE SEGURANÇA COM DISPOSITIVO TRAVA QUEDA 1.2 CINTURÃO DE SEGURANÇA COM TALABARTE PARA PROTEÇÃO CONTRA QUEDA E COM TALABARTE PARA POSICIONAMENTO. Os trava quedas e talabartes possuem Certificação INMETRO e são “citados” nos CA dos cinturões com os quis serão utilizados.
  • Fitas: confeccionadas em poliéster de alta tenacidade.
  • Acolchoado: Thermo Form® na cintura, espaldar e perneiras - espuma de densidade progressiva, proporciona conforto e ventilação, evitando o acúmulo de umidade. Tecido Air Mesh – confeccionado em fibra sintética de alta resistência à tração e atrito - proporciona ventilação e toque macio.
  • Fivelas: conjuntos de fivelas duplas confeccionadas em aço estampado.
  • Anéis metálicos: confeccionados em aço estampado. Carga de ruptura: 22 kN.
  • Porta equipamentos (alças): Poliuretano termoplástico injetado com proteção UV – Carga máxima: 2 kg (NUNCA use este ponto para ancoragem. PERIGO DE MORTE!).
  • Anéis Porta materiais: material plástico – Carga máxima: 2 kg cada. Estes dois anéis permitem a conexão do Porta Ferramentas Ultra Safe cód. USS0013000.
  • Todas as matérias primas utilizadas não contêm substâncias conhecidas ou suspeitas de provocar danos ao usuário.
    Os anéis de posicionamento laterais localizados na cintura são rebatíveis (180o), podendo ser posicionados para frente (para facilitar a conexão de talabartes) ou para trás (para facilitar acesso a espaços confinado). O anel ventral é de maior tamanho para facilitar a conexão de mais de um equipamento.
    Para a restrição e retenção de quedas em trabalhos realizados em altura, resgate, permanência em suspensão, posicionamento, movimentação horizontal e vertical (ascensão e descenso por corda). Os anéis peitoral e dorsal podem ser utilizados como ponto de conexão para trava quedas e talabartes para proteção de quedas, o anel ventral para ascensão e descenso por corda ou situações de resgate e os anéis laterais são indicados para posicionamento no trabalho.
    O Torino pode sim ser utilizado em acesso por corda. Mas o cinturão mais recomendável para essa atividade é o Torino Light, desenhado especificamente para essa função
    Todos os produtos químicos, materiais corrosivos e solventes podem ser perigosos, pois podem reagir com a matéria prima do produto. A recomendação para trabalhos em ambientes agressivos é redobrar os cuidados no lavado e secagem do equipamento e realizar inspeções periódicas para verificar a existência de possíveis danos à estrutura do equipamento. Em caso de dúvida entre em contato com nosso Depto. Técnico.
  • Escolha o tamanho adequado para seu tipo físico. Leia o informativo “Dicas para regulagem de seu cinto” publicado na aba INFORMAÇÃO TÉCNICA de todas as páginas de cinturões.
  • Utilize corretamente os pontos de ancoragem do seu cinturão. Atenção à marcação com a letra A para pontos de ancoragem contra queda, onde deverão ser conectados os talabartes contra queda e os trava quedas. Para talabartes de posicionamento utilize sempre os dois pontos laterais do cinturão simultaneamente.
  • Utilize o ponto ventral APENAS para restrição, posicionamento ou descida. NUNCA utilize o ponto ventral como retenção de queda!.
  • Consulte no manual os equipamentos compatíveis com seu cinturão.
  • O Torino pode ser utilizado para proteção cotra queda em altura, movimentação vertical ou horizontal, sempre que exista risco de queda.
  • Este cinturão faz parte de um sistema integrado de segurança: utilize sempre talabartes e trava quedas compatíveis.
  • Lembre-se, o talabarte ou trava queda utilizado com o Cinturão Torino, deve estar sempre posicionado no ponto mais alto possível em relação ao ponto de conexão deste dispositivo ao cinto.
  • Leve em conta o comprimento do talabarte ou trava queda e a altura onde este estará ancorado: alturas inferiores a altura mínima indicada estão totalmente descartadas. Observe a recomendação de Zona Livre de Queda que consta nesses dispositivos. Considere SEMPRE A Zona Livre de Queda (ZLQ). Veja mais informações no manual do produto.
  • É imprescindível que o usuário preste atenção ao espaço livre mínimo necessário por debaixo dos pés, com o objetivo de evitar o choque contra a estrutura ou o solo em caso de queda.
    A ZLQ deverá ser calculada somando-se a distancia entre a zona de contato do ponto de ancoragem na estrutura e a do conector ao cinturão, no caso do trava quedas considera-se o deslocamento deste na linha de vida (L1) + Altura aproximada do ponto de ancoragem ao cinturão e o pé do usuário (1,5 m) + Altura de segurança entre o pé do usuário e o solo ou estrutura (1 m). A ZLQ destes equipamentos será descrita nas suas especificações técnicas.
    MANUTENÇÃO, MODIFICAÇÃO OU ALTERAÇÃO Toda e qualquer modificação, alteração ou reparo sem anuência do fabricante são terminantemente proibidas, implicando no cancelamento da Garantia e isenção de responsabilidade da Empresa sobre o produto. Não altere o seu equipamento, não marque com canetas, não fure ou corte partes, não utilize colas ou qualquer outro produto químico: você pode degradar a matéria prima causando riscos graves de acidente. Na dúvida, sempre consulte o fabricante.
    Sim, você pode inspecioná-lo. Para maior segurança, recomendamos que seja elaborada uma ficha de inspeção para cada produto. Procure na aba INFORMAÇÃO TÉCNICA na página do produto em nosso site e acesse os arquivos “Check List de Inspeção”, “Controle de Inspeção de EPI” e “Vídeo de Inspeção de Cintos”
    O tempo de vida útil, sem uso, é de 5 anos a partir da data de fabricação de equipamentos e componentes metálicos. A vida útil do produto é o termo que expressa o período no qual o produto mantém as suas características físicas e mecânicas sem considerar nenhum tipo de desgaste ou uso. Um desgaste severo ou queda pode limitar a vida útil a uma única utilização.
    O tempo de vida útil, sem uso, é de 5 anos a partir da data de fabricação de equipamentos e componentes metálicos. A vida útil do produto é o termo que expressa o período no qual o produto mantém as suas características físicas e mecânicas sem considerar nenhum tipo de desgaste ou uso. Um desgaste severo ou queda pode limitar a vida útil a uma única utilização. O cinturão Torino segue a Política de Garantia que acompanha o produto. Em caso de dúvida ou perda to tag de Garantia, entre em contato através do site www.ultrasafe.com.br. Caso queira acionar a garantia contra defeitos de fabricação ou manutenção de seu equipamento entre em contato com sac@ultrasafe.com.br.
  • Este produto é garantido contra qualquer defeito de fabricação. Estão excluídos desta garantia:
  • Desgaste normal
  • Modificações ou alterações
  • Mau armazenamento
  • Falta de manutenção anual obrigatória
  • Limpeza fora do indicado
  • Utilizações para as quais este produto não esta destinado
  • Oxidação por salinidade
  • Armazenamento com o equipamento ainda úmido ou molhado
  • Exposição excessiva à poeira e óleos
    Tamanho 1: Código USC002301 / Tamanho 2: USC 002302
    O cinto Torino utiliza fivelas Fast Fit de regulagem rápida. Já o cinto Torino Plus utiliza fivelas Fast Conect auto-blocantes , que permitem vestir as perneiras sem necessidade de abrir as fivelas
    Sim, porque esta linha utiliza o sistema de cintura flutuante que facilita a acomodação do cinturão no ponto de trabalho, proporcionando maior conforto para o trabalhador.